Política

A mente do homem que não se cansa de querer destruir os Estados Unidos: Barack Obama.

723
0

É esperado que todo político, por seu maquiavelismo, já se encontre inclinado a um comportamento sociopático, portanto não será esse o foco do artigo, mas um outro tipo de comportamento doentio que acompanha os psicopatas/políticos: a mentira patológica. E, para tratar deste assunto, não há ninguém melhor do que Barack Hussein Obama. Por quê? Talvez porque não saibamos sequer se esse é o seu verdadeiro nome.

Em geral, a vida política de Barack Obama e as histórias que ele já contou na mídia sobre sua vida parecem estar sempre longe da realidade. Por exemplo: o lugar onde ele nasceu. E isso é relevante? Sim! Talvez o senso comum desconheça tal informação, mas para você ser presidente dos Estados Unidos, você precisa ter nascido nos Estados Unidos e vários órgãos desconexos entre si já apontaram que a certidão de nascimento do Obama é simplesmente falsa. E esses órgãos não se limitam apenas ao contexto interno dos Estados Unidos. O cientista israelense Israel Hanukoglu, editor do site Israel Science and Technology, examinou o documento e afirmou que era falso.

Sua empatia também é uma mentira: 98% das mulheres negras nos Estados Unidos votaram pela reeleição de Obama e, logo em seguida, estavam chorando por estarem sem eletricidade e/ou sem casa devido ao Furacão Sandy. E o que o Obama tem a ver com isso? Ele, já com atraso de vários dias, foi visitar as vítimas em Nova Jersey e tirou uma foto abraçado a uma delas, foto esta que perpassou a grande mídia dos Estados Unidos e cristianizou sua imagem política. Tempos depois, essa mesma vítima apareceu na Fox News dizendo: “Obama prometeu assistência imediata e ainda estamos sem eletricidade!”. Em suma: Obama usou a vítima de um desastre natural para promover sua imagem política de ‘Sr. Salvador’. Mais uma vez: ele mentiu!

Isso, por si só, já mostra a ausência de empatia por parte de Obama… e o que é um político sem empatia? Nada mais que um ditador: Obama decretou para si mesmo a autoridade para prender qualquer cidadão americano que ele considere suspeito e mantê-lo preso indefinidamente sem processo e sem Habeas corpus. Chama-se: National Defense Authorization Act.

Mas, no final das contas: o que tem a ver o fato de ele ser um falsário profissional com o seu ódio aos Estados Unidos? Simples: um político sem empatia é, também, um político sem culpa. Em resumo: um psicopata que enxerga mais valor num rolo do papel higiênico do que na constituição. Mais do que isso: Obama é um psicopata mitomaníaco! Ele tem uma compulsão involuntária por mentir e o que impediria uma pessoa que não sente empatia/culpa de tentar fugir das consequências de suas mentiras destruindo as pessoas para as quais mentiu durante anos?

Ele não descansará até conseguir e isso não é uma praga… mas um psicodiagnóstico.

Tagged:

Atualizações exclusivasno seu e-mail

Respeitaremos sua privacidade

o-DESIGUALDADE-DE-GNERO-NO-TRABALHO-HOMEM-E-MULHE-facebook
EconomiaOpiniãoPolítica
O mito de que as mulheres recebem menos que os homens refutado
429497_133305863491751_1862698487_n
Política
Por dentro da mentalidade do Trump: uma persona autoritária?
midia-e-muito-esquerdista
NotíciasPolítica
Parcialidade no jornalismo: um problema muito maior do que as “notícias falsas”
Marcelo Lyra

23 anos. Graduando em psicologia e estudante de psicanálise com um interesse aguçado pela ponerologia. Monarquista e liberal. Escritor nas horas vagas e filósofo quando possível.