Notícias

Supremacistas negros que atacaram branco com deficiência estão em custódia

4530
0

(Continuação da notícia previamente publicada aqui)

Supremacistas negros estão agora em custódia nos Estados Unidos após publicarem no Facebook um vídeo em que eles podem ser vistos com um jovem de 18 anos amarrado enquanto eles o torturam, batem, cortam e obrigam-no a beber água sanitária enquanto gritam “foda-se Donald Trump” e “fodam-se pessoas brancas”. Jordan Hill, 18 anos, de Carpentersville; Tesfaye Cooper, 18 anos, de Chicago; Brittany Covington, 18, de Chicago; e Tanishia Convington, 24 anos, igualmente Chicago enfrentam as acusações de crime agravado de sequestro, crime de ódio, restrição ilegal agravada, contato físico indesejado com uma arma mortal, roubo e acusações de roubo residencial[1].

suspects

O vídeo foi transmitido ao vivo na rede social, mas a vítima ficou mais tempo sequestrada pelos marginais, tendo ficado 24-28 horas com eles antes de ser solto. Por sorte, ele foi avistado pela polícia nas redondezas do oeste do subúrbio de Chicago e imediatamente levado ao hospital.

Veja o vídeo:

O Comandante de Polícia de Chicago disse que a vítima era conhecida por um dos sujeitos: “Aparentemente, eles se conheceram nos subúrbios, esses sujeitos roubaram uma van nos subúrbios e depois o levaram para Chicago”. A despeito dos criminosos gritarem no vídeo “fodam-se pessoas brancas”, a polícia de Chicago se recusou a classificar o incidente como um crime de ódio[2].

 

Veja o vídeo:

[1] http://www.wnd.com/2017/01/f-k-donald-trump-f-k-white-people/

[2] http://www.infowars.com/cnn-panelist-blames-trump-for-racist-torture-of-mentally-disabled-man/

Tagged:

Atualizações exclusivasno seu e-mail

Respeitaremos sua privacidade

drogas
Notícias
O avanço na liberação das drogas
midia-e-muito-esquerdista
NotíciasPolítica
Parcialidade no jornalismo: um problema muito maior do que as “notícias falsas”
429078_9339_1
FilosofiaNotícias
Levamos uma pisa no PISA e os culpados somos nós mesmos!
Hugo Rossi